Nebulosa do Retângulo Vermelho

A nebulosa mais incomum já observada em nossa galáxia é HD 44179, mais conhecida como "o retângulo vermelho" (devido sua aparência em observações com telescópios terrestres). Aos olhos do telescópio espacial Hubble, ela se desdobra, lembrando uma escadaria dupla, uma estrutura em X que os astrônomos interpretam como fluxos de gás e poeira vindos da estrela central (veja foto). Essa estrela, aliás, é uma das que começou seu ciclo de brilho como o Sol, mas agora chega próximo de seu fim, e esse processo é o responsável pelas camadas exteriores visíveis nessa nebulosa. A nebulosa está a 2.300 anos-luz de distância, em direção à constelação do Unicórnio. Outra característica marcante de HD 44179 e revelada pelo Hubble é uma banda escura à frente da estrela central. Trata-se da sombra de um denso disco de poeira que circula a estrela, obscurecendo-a ligeiramente. Os astrônomos descobriram que a estrela central é na verdade um sistema binário, duas estrelas próximas que completam uma órbita em torno de si mesmas em aproximadamente dez meses e meio. Foi a interação entre esses astros que provavelmente causou a ejeção do disco de poeira que aparece no centro da imagem obtida pelo Hubble.

Nenhum comentário:

Posição Planetária Atual - Clique na imagem Posição Planetária Atual - NASA

O céu da sua cidade - Clique aqui - Apolo11.com

O Sol Agora - Clique na imagemPosição Planetária Atual - NASA