As Fases de Vênus

As fases de Vênus são os diferentes aspectos que a superfície  do planeta  Vênus apresenta a um observador na Terra  devido a mudanças na iluminação dela pelo Sol, de forma muito semelhante ao que se observa nas fases da Lua. A ocorrência das fases é possível pois Vênus é um planeta inferior(orbita interna a da Terra).

As fases de Vênus são o resultado do posicionamento relativo deste planeta com relação ao Sol e a Terra enquanto estes planetas percorrem suas órbitas ao redor do Sol. O planeta apresenta uma iluminação semelhante ao quarto crescente quando atinge a máxima elongação do Sol, uma fase semelhante à lua nova ao se posicionar entre a Terra e o Sol (conjunção inferior) e uma fase semelhante a lua cheia quando atinge a conjunção superior.

Na conjunção inferior, Vênus pode se aproximar da Terra mais do que nenhum outro planeta. No dia 16 de Dezembro de 1850, Vênus alcançou uma distância mais próxima da Terra desde 1800 com um valor de 39.514.827 quilômetros (0,26413854 UA). Esta será a aproximação mais próxima da Terra até o ano 2101, quando Vênus alcançará uma distância de 39.541.578 quilômetros (0,26431736 UA).

Além das alterações na iluminação também é possível observar uma variação em seu tamanho aparente resultado da aproximação e do afastamento do planeta em relação à Terra. A fase de menor tamanho aparente e menor magnitude aparente é a fase cheia pois o planeta se encontra mais distante, enquanto a fase de maior magnitude aparente (-4.1) é a crescente.

O primeiro registro da observação de fases em Vênus é de Galileu Galilei em 1610 através de um telescópio. Tal observação tem importância histórica pois era incompatível com o modelo geocêntrico de Ptolomeu que nunca permitiria que o planeta fosse completamente iluminado. As fases só poderiam ocorrer no modelo heliocêntrico de Nicolau Copérnico.

Nenhum comentário:

Posição Planetária Atual - Clique na imagem Posição Planetária Atual - NASA

O céu da sua cidade - Clique aqui - Apolo11.com

O Sol Agora - Clique na imagemPosição Planetária Atual - NASA