Descoberto novo exoplaneta a 60 anos-luz

 Ilustração mostra o planeta Beta Pictoris b
de INFO Online

Um planeta gigante descoberto em uma jovem estrela prova que sim, é possível que esses corpos celestes se formem em apenas alguns milhões de anos.

A confirmação desta teoria veio com um recente estudo do ESO (European Southern Observatory), que observou por sete anos a estrela Beta Pictoris.

Localizada a 60 anos-luz, na constelação de Pictor (Pintor), ela possui 75% a mais de massa do que o nosso Sol, mas tem milhares de vezes menos anos: apenas 12 milhões.

Em 2003, 2008 e 2009, a equipe do ESO observou a estrela e constatou a presença de um corpo. Pela primeira vez, astrônomos conseguiram seguir diretamente o movimento de um exoplaneta (qualquer planeta que orbita uma estrela que não o Sol)enquanto ele realizava a sua órbita. Normalmente, os exoplanetas são observados de forma indireta, por meio das sombras que projetam nas estrelas.

Batizado de “Beta Pictoris b”, ele a massa equivalente a nove Júpiteres e possui a menor órbita já vista em um exoplaneta diretamente observado - de 8 a 15 vezes a distância do Sol para a Terra (o que seria equivalente à distância do Sol para Saturno).

Porque a estrela é tão jovem, a descoberta de um planeta de massa tão grande prova que planetas gasosos gigantes podem ser formar em apenas alguns milhões de anos.

Nenhum comentário:

Posição Planetária Atual - Clique na imagem Posição Planetária Atual - NASA

O céu da sua cidade - Clique aqui - Apolo11.com

O Sol Agora - Clique na imagemPosição Planetária Atual - NASA