Maior Olho no Céu do Mundo Será Construído em Armazones, Chile

Panorama nocturno do Cerro Armazones

No dia 26 de Abril de 2010, o Conselho do ESO escolheu o Cerro Armazones como o local de instalação do provável telescópio de 42 metros, o E-ELT, European Extremely Large Telescope. O Cerro Armazones é uma montanha com uma altitude de 3060 metros situada na região central do deserto do Atacama, no Chile, a cerca de 130 quilómetros a sul da cidade de Antofagasta e a 20 quilómetros do Cerro Paranal, local do Very Large Telescope do ESO.

“Este é um marco importante do projecto, que nos permitirá finalizar a concepção geral desta ambiciosa infra-estrutura, a qual fará avançar enormemente o conhecimento astronómico”, diz Tim de Zeeuw, director geral do ESO. “Quero agradecer à equipa de selecção do local o excelente trabalho desenvolvido nos últimos anos.”

O próximo passo do ESO será construir um telescópio europeu de grandes dimensões (do inglês, E-ELT, European Extremely Large Telescope), o qual operará no domínio do visível/infravermelho e terá um espelho principal de 42 metros de diâmetro. O E-ELT será “o maior olho no céu do mundo” - o único telescópio do género do mundo inteiro. O ESO está a detalhar os planos de construção, em conjunto com a comunidade. O E-ELT abordará muitas questões fundamentais da astronomia moderna, e irá muito provavelmente revolucionar a nossa percepção do Universo, tal como aconteceu há 400 anos atrás com o telescópio de Galileu.

A decisão sobre o local de construção do E-ELT foi tomada pelo Conselho do ESO, que é o orgão governativo da Organização, composto pelos representantes dos catorze países membros do ESO, e baseou-se num extenso estudo de meteorologia comparativa, executado durante vários anos. A maioria dos dados obtidos durante a campanha de selecção do local serão tornados públicos durante o ano de 2010.

Existem vários factores a ser tomados em conta no processo de selecção do local. Claramente, o papel predominante cabe à “qualidade astronómica” da atmosfera, por exemplo, o número de noites claras, a quantidade de vapor de água e a “estabilidade” da atmosfera (também conhecida por seeing). No entanto, há igualmente outros parâmetros a considerar, tais como os custos da construção e operações, e a sinergia científica e operacional com outras infra-estruturas importantes (VLT/VLTI, VISTA, VST, ALMA e SKA, etc).

Em Março de 2010, o Conselho do ESO examinou um relatório preliminar com as principais conclusões do Comité de Aconselhamento de Selecção do Local do E-ELT . Estas conclusões confirmaram que todos os locais examinados na selecção final (Armazones, Ventarrones, Tolonchar e Vizcachas, no Chile, e La Palma, em Espanha) têm muito boas condições de observação astronómica, cada um com os seus pontos fortes. O relatório técnico concluiu que o Cerro Armazones, próximo do Paranal, destaca-se como o melhor local, uma vez que mostra o melhor balanço de qualidade do céu para todos os factores considerados, ao mesmo tempo que pode ser operado de modo integrado com o Observatório do Paranal do ESO. Os Cerros Armazones e Paranal partilham as mesmas condições ideais para a observação astronómica, em particular, dispondo de céu limpo 320 noites por ano.

Tomando em linha de conta as claras recomendações do Comité de Aconselhamento de Selecção do Local e todos os outros aspectos relevantes, em especial a qualidade científica do local, o Conselho confirmou agora a escolha do Cerro Armazones como local do provável E-ELT.

“Juntando as capacidades científicas transformacionais do E-ELT ao já bastante poderoso observatório VLT integrado, está garantido o futuro a longo prazo do Paranal como o mais avançado observatório no visível/infravermelho do mundo, confirmando assim ainda mais a posição do ESO como líder mundial da astronomia terrestre,” diz de Zeeuw.

Antecipando a escolha do Cerro Armazones como o futuro local de construção do E-ELT, e no intuito de facilitar e apoiar o projecto, o governo chileno concordou em doar ao ESO uma parte substancial do terreno adjacente à propriedade do ESO no Paranal, terreno esse que engloba o Armazones, de modo a assegurar a protecção contínua do local contra todas as influências adversas, em particular poluição luminosa e actividades mineiras.

Nenhum comentário:

Posição Planetária Atual - Clique na imagem Posição Planetária Atual - NASA

O céu da sua cidade - Clique aqui - Apolo11.com

O Sol Agora - Clique na imagemPosição Planetária Atual - NASA