Físicos captam imagens de cometa colidindo com o Sol

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, em Berkeley (EUA), registraram a colisão de um cometa com o Sol.

Nas imagens divulgadas pela universidade, o cometa atravessa a coroa, camada exterior do Sol com temperaturas acima de 1 milhão ºC, e evapora na cromosfera, camada interna da atmosfera solar com temperatura de cerca de 100 mil ºC.

Usando dados de instrumentos a bordo de uma dupla de espaçonaves denominada "Stereo", postas em órbita ao redor do Sol pela Nasa em 2006, os cientistas puderam prever a trajetória, hora e local do impacto. A partir daí, a equipe utilizou o Observatório Solar Mauna Loa, no Havaí, para capturar as imagens do cometa.

Cometas que passam perto do Sol são raramente monitorados porque seu brilho é apagado pelo brilho do disco solar. O cometa observado, porém, conseguiu sobreviver o calor da corona e desapareceu na cromosfera, evaporando sob o calor de 100 mil ºC

O cometa conseguiu aguentou o calor provavelmente por apresentar em sua composição materiais pesados. O indício de que matéria pesada compunha o cometa veio do tamanho relativamente reduzido de sua cauda: "apenas" 3 milhões de quilômetros de comprimento.

Segundo os pesquisadores, o cometa faz parte da família Kreutz, grupo de cometas originados da desintegração de um maior e ejetados em 2004 da órbita de Júpiter.

Nenhum comentário:

Posição Planetária Atual - Clique na imagem Posição Planetária Atual - NASA

O céu da sua cidade - Clique aqui - Apolo11.com

O Sol Agora - Clique na imagemPosição Planetária Atual - NASA