Um infantário de estrelas

Um infantário de estrelas

por LUÍS NAVES

Os mistérios do espaço continuam a ser investigados. Foram agora divulgadas imagens espectaculares de 30 dos 42 discos protoplanetários já identificados na nebulosa de Oríon. As fotografias do telescópio espacial 'Hubble' mostram futuros sistemas solares, com estrelas ao meio e nuvens de poeira e gás que darão origem a planetas e, talvez, a nova vida

Parecem pequenos discos voadores ou peixes eléctricos a nadar num estranho aquário. Na realidade, são discos protoplanetários, o que significa que são futuros sistemas solares, com a sua estrela e embriões de planetas em órbita.

A espectacular imagem reproduzida acima, que pode ser vista em spacetelescope.org/news, resulta de um mosaico de fotografias do Hubble sobre uma das regiões do espaço que tem gerado maior interesse entre os astrónomos, a nebulosa de Oríon.

Trata-se de um dos maiores infantários de estrelas conhecidos da ciência. Pode ser visto com pequenos telescópios no hemisfério sul do planeta. A nebulosa de Oríon tem 25 anos-luz de diâmetro e fica a uma distância da Terra de 1500 anos-luz. O intenso estudo desta região do espaço permite um relance sobre um dos problemas centrais da astronomia: como se formaram o sistema solar e a Terra? A nebulosa de Oríon foi descoberta no século XVII e é a zona de formação estelar mais próxima do nosso Sol.

A nebulosa em si tem sido muito fotografada pelo telescópio espacial Hubble e as imagens resultantes estavam disponíveis. Também já eram conhecidas foto- grafias de discos protoplanetários em diferentes nebulosas, incluindo Orion. A novidade na imagem em cima está na quantidade e diversidade dos discos protoplanetários. A ninguém pode escapar o conteúdo poético desta imagem recentemente divulgada pela ESA, a Agência Espacial Europeia, que com a congénere americana, NASA, é uma das responsáveis pela gestão do Hubble.

São claramente visíveis as novas estrelas e as misturas de gás e poeira em torno destes objectos. Dentro de milhões de anos, os discos com formas bizarras deverão evoluir para sistemas planetários. Os discos de poeira e gás estão em movimento e atraem mais poeira e gás. Sabe-se também que existe água nesta região. O mosaico mostra 30 dos 42 discos protoplanetários que se sabe existirem na nebulosa. Talvez alguns dos planetas que estão ali a nascer tenham um dia oceanos e vida.

Nenhum comentário:

Posição Planetária Atual - Clique na imagem Posição Planetária Atual - NASA

O céu da sua cidade - Clique aqui - Apolo11.com

O Sol Agora - Clique na imagemPosição Planetária Atual - NASA