ISS terá relógio atômico para provar Teoria da Relatividade

Relógio fará parte do Conjunto de Relógios Atômicos Espaciais. Rede será lançada no segundo semestre de 2013.

O laboratório europeu Columbus, da Estação Espacial Internacional (ISS), terá um relógio atômico com uma margem de erro de um segundo por 300 milhões de anos para provar a teoria da relatividade do físico alemão Albert Einstein, informou nesta terça-feira (15/12/2009) a Agência Espacial Europeia (ESA).

O relógio, conhecido como PHARAO, estará ligado a outro, também atômico, chamado Maser Espacial de Hidrogênio, com o qual formará o Conjunto de Relógios Atômicos Espaciais, uma rede conhecida por sua sigla em inglês ACES.

A rede será lançada ao espaço durante o segundo semestre de 2013 e, quando estiver em órbita, será utilizado um braço teleguiado para instalá-la sobre a plataforma externa do Columbus, orientado em direção à Terra, acrescentou a ESA.

A ACES servirá, entre outras funções, para fornecer mais exatidão à escala de Tempo Universal Coordenado (UCT)

O sinal da rede, que será enviado para a Terra por meio de hiperfrequências específicas, permitirá estabelecer conexões entre os relógios espaciais e terrestres, infirmou a ESA.

O Centro Nacional de Estudos Espaciais da França (CNES) será o encarregado de desenvolver e financiar o relógio, enquanto a ESA fará o mesmo com a rede ACES e integrará o relógio PHARAO no laboratório Columbus da ISS, explicou a agência espacial.

Fonte: FolhaOnline

Nenhum comentário:

Posição Planetária Atual - Clique na imagem Posição Planetária Atual - NASA

O céu da sua cidade - Clique aqui - Apolo11.com

O Sol Agora - Clique na imagemPosição Planetária Atual - NASA