Chuva de Meteoros Geminídeos

O período da chuva de meteoros Geminídeos começara na próxima semana, com máximo previsto para a madrugada de 13 p/ 14 de dezembro. Os geminídeos, como sugere o nome, surgem da Constelação de Gêmeos, que fica a nordeste das Três Marias.


Para observar uma chuva de meteoros, não é necessário o uso de qualquer instrumento astronômico como telescópios ou binóculos, basta um ambiente escuro e o olho humano, exige um pouco de paciência. Assim, procure um local escuro, se possível livre da poluição luminosa. Fique pelo menos 30 min na escuridão antes do início da chuva de meteoros pois deste modo, sua pupila dilatará e você poderá detectar meteoros de brilho mais tênue olhando para o céu na direção de onde o Sol se põe.


A chuva de meteoros Geminídeos está associada ao asteroide Phaethon, que passa a uns 17 milhões de quilômetros da Terra. Logo a Terra entra no rastro de destroços deixado pelo asteroide e a chuva efetivamente já começa pode se esperar dezenas ou centenas de meteoros por hora! Um fato intrigante é que asteroides não dão origem a chuvas de meteoros. Então, por que Phaethon é diferente? Porque ele tem característica que lembram a de um cometa: sua órbita, é tão elíptica que faz com que ele se aproxime mais do Sol do que Mercúrio o faz. Isso a cada um ano e cinco meses. Desse jeito não há cometa que dure, então o mais provável é que Phaenthon seja um cometa extinto. Em outras palavras, um cometa que de tanto passar tão perto do Sol perdeu todo o seu material volátil e agora é só um pedra, ou um asteroide. 

http://magiadafisica.blogspot.com

Nenhum comentário:

Posição Planetária Atual - Clique na imagem Posição Planetária Atual - NASA

O céu da sua cidade - Clique aqui - Apolo11.com

O Sol Agora - Clique na imagemPosição Planetária Atual - NASA