Cometa Elenin não é detectado pelo telescópio solar SOHO


Imagens captadas pelo coronógrafo do telescópio espacial Soho não revelaram qualquer fragmento remanescente do cometa C/2010 X1 Elenin. As imagens eram ansiosamente aguardadas pelos astrônomos amadores. O cometa passou pelo periélio em 10 de setembro e a previsão era que não resistiria ao calor da estrela.

Cometa Elenin nas imagens do Soho

Apesar de não ser observado pelo coronógrafo, as imagens captadas não podem ser consideradas como prova definitiva para considerar o cometa desintegrado. O motivo é que o limite de brilho para ser detectado pelo coronógrafo Lasco C3 é de 7.0. Assim, se os fragmentos sobreviventes forem muito pequenos certamente não poderão ser observados.

A possibilidade de ruptura e desintegração de Elenin já havia sido levantada por experts na observação cometária, que não acreditavam que C/2010 X1 resistiria à grande aproximação com o Sol, estimada em 71 milhões de quilômetros.

A imagem acima foi feita pelo instrumento Lasco C3 às 13h30 BRT de 25 de setembro de 2011. Na cena é possível observar diversas estrelas usadas como referência na busca pelo cometa. Para fins de comparação de magnitude, o pequeno ponto anotado como HD 107070 é a estrela 13 Vir, de magnitude visual 6, já praticamente obscurecida na imagem do coronógrafo. A área delimitada mostra a posição em que o cometa C/2010 X1 Elenin deveria ser observado no instante da foto.

No momento, as observações visuais de Elenin permanecem bastante prejudicadas devido à proximidade com o Sol. Somente a partir da segunda semana de outubro os possíveis remanescentes do cometa poderão ser vistos através de telescópio óticos, desta vez antes do amanhecer, já no quadrante leste.

Nenhum comentário:

Posição Planetária Atual - Clique na imagem Posição Planetária Atual - NASA

O céu da sua cidade - Clique aqui - Apolo11.com

O Sol Agora - Clique na imagemPosição Planetária Atual - NASA